República Tcheca, Praga

A escarpada margem esquerda dessa “Cidade Dourada” proporciona uma das vistas mais belas da Europa: o Castelo de Praga (Prazsky hrad), instalado acima do curvo rio Vltavva (ou Moldava), que corre lá embaixo, com a Catedral de São Vito (Chräm svatého Vita), uma obra prima gótica, destacando-se ao fundo. Esse foi o berço da velha Praga, e tudo o que se desenvolveu a partir desse núcleo cresceu à sombra dessas construções lendárias. Uma caminhada pelas ruas desse pitoresco topo de colina, quase uma cidade dentro de uma cidade, revela vistas deslumbrantes do rio e da Ponte Carlos, também em estilo gótico. A célebre silhueta desenhada pelas torres e agulhas da baixa Cidade Velha (Staré Mesto) destaca-se em meio aos antigos telhados vermelhos da margem direita. Apresentando o aspecto de uma fortaleza, o Castelo de Praga é um formidável complexo de construções e pátios erguidos ao longo de um milênio, do século X ao XX. Seu núcleo espiritual é a catedral do século XIV, só concluída em 1929. De suas 21 capelas, a mais importante é a dedicada ao “Bom Rei” Venceslau, santo padroeiro da Boêmia; outras honram príncipes e reis tchecos do século XI ao XIII.